2025. É tudo Fake.

//2025. É tudo Fake.

2025. É tudo Fake.

Lá vem textão e é Fake.

Ensaio – 2025.

Novembro de 2025. Os americanos preparam-se para eleger o seu 47o presidente. Os dois candidatos dos partidos Democrata e Republicano disputam palmo a palmo a preferência dos eleitores. Três diferentes pesquisas de opinião mostram três diferentes resultados. Sim, Facebook Research diz que a vitória é dos Republicanos. Google Research indica a vitória dos Democratas por 15% de vantagem em relação aos Republicanos. Uma terceira pesquisa independente, conduzida pelo BuzzFeed da conta de que haverá um empate entre Democratas e Republicanos.

A última edição do NYT aconteceu há 4 anos em 2021 quando o jornal quebrou. O ex editor do NYT, A.G. Sulzberger tenta convencer a todos de que as três pesquisas são manipuladas. Infelizmente um algoritmo do Facebook e outro do Google anulam as postagens de Sulzberger e ele é literalmente apagado da rede.

Pelo Twitter ambos os candidatos declaram se vencedores.

Na véspera da eleição um vídeo com cenas de sexo grupal envolvendo o candidato do Google digo, dos Democratas, “vaza” no Facebook e atinge 6 bilhões de views em 15 minutos. 99,7% dos views são robôs e 99, 8% dos 4 milhões de comentários são feitos pela inteligência artificial do Facebook Brain, o oráculo da sociedade.

As pessoas distribuem pelo Whatsaap vários boatos e especulações sobre explosões em WDC, em Miami , Nova York e em Los Angeles. Ninguém sai de casa para votar. Nenhuma explosão era verdadeira.

Infelizmente nenhuma emissora de TV funciona. As transmissões lineares de TV foram extintas em 2023. Todos assistem series customizadas para cada indivíduo pelo NetDisney Intelligence , (a fusão do Netflix e Disney ocorrida em 2019.

A Eleição é ganha por 3o candidato de origem mexicana. O 47o presidente americano foi eleito por 12 mil votos, todos eles coletados no estado do Texas.

Juan Gonzales ao assumir a presidência dos Estados Unidos, funde o México com o seu país, criando MEXUSA, uma nova nação.

Sem a midia, sem o jornalismo profissional, sem a apuração e conferência dos fatos, o mundo vira uma gigantesca “web-fake-storytelling”.

By | 2018-07-01T22:51:08+00:00 julho 1st, 2018|Uncategorized|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment